learnex

Vasco Cavalcante

VASCO CAVALCANTE

 

Autor dos livros Reverso dos dias (Patuá, 2017) e Sob silêncio (Patuá, 2015), Vasco Cavalcante é Paraense de Belém do Pará. Foi um dos fundadores do grupo de poesia alternativa Fundo de Gaveta, que se manteve na ativa entre os anos 1981 e 1983. Em 1985 foi selecionado pelo edital da SEMEC (Secretaria Municipal de Educação e Cultura), para a publicação de um livro de poesia intitulado Poesias: Coletiva, juntamente com três outros poetas da região: Jorge Henrique Bastos, Reivaldo Vinas e Zé Minino.
Em 1997 lança, pela primeira vez em Belém, um site contendo uma mostra de obras e dados biográficos de artistas paraenses, dando início ao projeto intitulado Cultura Pará, que agora em 2014 completou 17 anos de atividade on-line, contendo em suas páginas mais de 80 artistas nas áreas de Fotografia, Teatro, Artes Plásticas e Literatura, além de uma Agenda Cultural semanal, que apresenta a programação artístico-cultural local, nos teatros, galerias, museus e áreas afins.
Assumiu a Galeria de Arte da Sol Informática durante os anos de 2006 a 2008. Convidado, participou como curador juntamente com os artistas plásticos Geraldo Teixeira e Dina de Oliveira, do XVII Salão de Arte Primeiros Passos do CCBEU, no ano de 2009. Em 2010 tem poemas publicados na revista virtual ZUNÁI - Revista de poesia & debates, do poeta e crítico literário Cláudio Daniel; e em várias edições da revista literária Polichinello. Em 2012 participa como convidado de uma plaquete de poemas, com poetas contemporâneos brasileiros, lançada no dia 14 de agosto , pelo CCSP (Centro Cultural de São Paulo) chamada Desvio para o vermelho: treze poetas brasileiros contemporâneos, com organização de Marcele Becker.

 

Contatos:


Conheça 5 poemas do livro Reverso dos dias, de Vasco Cavalcante:

 

 

quando vago
à margem da lua,
inve(r/n)to
sentimentos


anzóis
arrastam
frágeis
alicerces


sangro
versos
à deriva


 

***

 

 

Sorver dos lábios da noite
o mênstruo das madrugadas


Sorver lua, céu noturno,
ventres abissais


Sorver com a ponta
dos anzóis


mil versos, halos
de mil faróis



***




não mais brisa marinha,
densas luzes se apagam,
pés afundam no areal


musgos, limos,
náuseas, fungos


decantam a morte
do sol



***



além da via sólida,
dão-se os alísios


peles, pelos, plumas,
eriçam sob o sol
do calor dos corpos


além da via
sólida




***



nada detém
a profundeza dos rios


sem o resvalo das águas,
não respiro


verto a vida
em paradigmas


imerso,
sou poema


emerso,
deserto-me

 


 


Conheça 5 poemas do livro Sob silêncio, de Vasco Cavalcante:

 

não há rio sob meus pés,
espelhos de limo e areia


profundezas
apagam luzes,
estrelas


um eco a céu aberto
retém o limo nas retinas


nada me atém
nada perdura


sou afeito às utopias

 

***

 

por teus olhos,
agora verei a terra que habitas,
todos os dias


o véu que descortina
cada fotograma,
cada linha que divisas
na reconstrução
do mundo sob tua mira


aqui e ali, um pedaço teu
vislumbro, em cada instância,
passo a passo sob a retina
da película que suavemente
queimas, e assim, transpões
a grandeza dos teus olhos
à mercê do mundo que espreita.

 

À Luiza Cavalcante (Abril/2013)

 

***

 

entre o meu
e o teu


exílio,


versos
latejam,


lábios
entrelaçam
mundos

 

***

 

não haveria de ser o dia,
a imensidão dos rios,


réstia de luz
de uma tarde ensolarada,


talvez chuva, cheiro
de mato, grama molhada


ventanias,
céu estrelado,
eclipses, marés...


nada, nada incide,
expande
no que transcendo
quando ascende em mim


tua ramagem

 

***

 

agora sim
.............(não)
....................os abismos
...................................olho a olho

...................................o corpo oco
...................................submerso
................................................a pele
................................................úmida
................................................púbis angelicus
................................................preso
................................................teso ao vé(ó)rtice


...................................línguas, lamb(i)das
...................................no esplendor do c(é)u
...................................da boca arfante,
...................................o hemisfério sul


...................................o berro louco
...................................engole o oco do corpo
...................................morto
...................................agora sim
...............................................(não)


ao
longe
a rua tépida
................soa
........................emudecem as estrelas

 

 


 

 

Livro: Reverso dos dias

Autor:
Vasco Cavalcante

Gênero:
Poesia

Número de Páginas:
96

Formato:
14x21

Preço:
R$ 38,00 + frete

 

 

 

 


 

Livro: Sob Silêncio

Autor:
Vasco Cavalcante

Gênero:
Poesia

Número de Páginas:
120

Formato:
14x21

Preço:
R$ 32,00 + frete