learnex

Renato Silva
E-mail

 

RENATO SILVA

 

Autor do livro Uma Cidade nas Nuvens é aquariano peixe fora d’água. Ao nascer, Renato não chorou. O que pensavam ser coragem não passou de distração: e essa não passará jamais – é o que ele diz só para contradizer na sequência. Nefelibata, paulistano, dislexo e agnóstico. Gosta de gente, criatividade, música, futebol, cerveja e torresmo.

 

Contato:

Skook de Algarobas Urbanas

 

Conheça 5 Poemas do livro Uma cidade nas nuvens, de Renato Silva:

 

Tato


O muro é o aperto de mãos com o vizinho.
A fechadura é o piparote no ladrão.
Meu quarto é a mão que me faz carinho.
Aponta o caminho da rua o portão.

A sala de estar aplaude a visita.
Fuck-you para o sereno: contrato.
A janela faz figas por uma manhã bonita.
Minha casa, meus senhores, tem tato.

 

***

 

Metamorfose

Escrever era fácil
Do dificilíssimo ao insuportável
como num
piscar de olhos

Agora, que escrever é impossível, a gente dá
um jeito -

há trevas :
atreva-se

 

***

 

Durante a chuva de bolhas puges com uma resposta dentro


Puge :
Cor do inseto de mesmo nome.
Dotada de raro poder
hipnótico arrepia a quem
avistar-lhe seja na pele
da terceira lua, nos olhos da
mulher-coruja ou no
mágico líquido - pai
da eterna guerra entre
Tríplice Serena : elfas, gnomos e
magos ; e Tríplice Encantada : fadas,
duendes e unicórnios -
cujo odor encontra
metáforas na expressão absurda
de quem o descobre mas nunca
na finitude das palavras que
inocentemente
afirmam :
o doce daquela poção
feito sonho de bebê.

E
se depois
enquanto flutuares com as
árvores pelo céu chimpute (outra cor
inimaginável) durante a chuva de
bolhas puges com uma resposta dentro e
margaridas sabor chocolate sua
curiosidade - que atravessara o portal e
bebera daquela fonte - se perguntar mas
quem é esse alquimista fabuloso que
deixou a água a ver navios saiba
de antemão :
Deus é Deus por ter
feito a água
incolor - insípida - inodora quando
poderia mais, muito mais, tudo e mais
um pouco, muito mais que
essa
poçãozinha
dos diabos.

 

***

 

Sou um mendigo

Sou um mendigo
bem sucedido :
só como pão francês.

 

***

 

Protesto

Em protesto à minha falta de criatividade
algumas letras "Os" deste texto estão de ponta cabeça.
Outras, cães, inimigas de si
ou ao menos do rabo, giram, incessantemente
como se a inércia expelisse ruídos capazes de
a musa da inspiração, destroná-la
do alvo algodão de sua nuvem,
convertendo-a a terrestres estratagemas.
As experientes, sabedoras que este protesto é,
a moda de certos répteis,
o veneno que cura, mantém-se de pé:
imponentemente rechonchudas.
Menos a última
que não entende destas coisas paradoxais.

 

 


 

Livro: Uma Cidade nas Nuvens

Autor: Renato Silva

Gênero: Poesia

ISBN: 978-85-64308-11-4

Número de Páginas: 144

Formato: 12x20

Preço: R$ 30,00 + frete