learnex

Lilian Aquino
E-mail

LILIAN AQUINO


Autora dos livros de poemas Daqui (Patuá, 2017, Bolsa ProAC de criação literária) e Pequenos afazeres domésticos (Patuá, 2011), Lilian Aquino nasceu em 15 de novembro de 1979 em São Paulo. Mora nessa cidade desde então, mas sempre com um pé em Minas, onde vive seu avô. Sua casa é o lugar que mais gosta no mundo: tem suculentas no parapeito da janela, mosaicos coloridos na parede e um gato. Já publicou poemas nas revistas Inimigo Rumor, Mininas, Metamorfose, Zunái, Celuzlose e no jornal de poesia O Casulo. Fez parte do coletivo de poetas e amigos queridos, a Vacamarela, que publicou sua Antologia em 2007.

 

 

 

 

Contatos:

Skook de Caramelos e Almofadas


Conheça 5 poemas do livro Daqui, de Lilian Aquino:

 


Nesses tempos



Meu bem,
os tempos são outros
nossas roupas
rotas
estão penduradas
na cadeira
O amor
passeia ombro a
ombro
trança
artesanalmente
uma palavra
depois outra

É novo o tempo
apague, esqueço,
as rasuras bem ali
aos meus pés
É hoje:
abandone-se

No caminho
as horas
ultrapassam
o tempo
o momento certo
do afeto.

 

***


Catar conchinha



Fecho na palma da mão
esta nota
Não uso força, não a aperto
contra os dedos

Faço uma concha com a mão
levo-a ao ouvido
posso ouvir a vibração
ao toque da pele

Uma nota que fantasio
ser apenas minha
uma espécie música particular

Na palma da minha mão
junto ao meu ouvido
minha nota se esparrama
entre os dedos

(como se eu ouvisse o mar
como se minha mão fechada
contivesse grãos de areia)

Uma nota só
como um sol, um dó,
eu te abro a mão

prefiro que navegue.

 

 

***

 

Indigesto


Como um comprimido
engulo este dia.
De oito em oito horas
me lembro
não há remédio
a não ser comer
esta demora que a vida leva
pra curar uma dor
Meus dentes estão moles
como balas de goma
impossível mastigar
estes segundos

 

***

 

Receita para ser só



uma pessoa sozinha
são claras em neve
batidas à mão
onde se lê:
reserve
separado da gema
puro colesterol
é num prato leve
um ser aerado
que pode ser usado
sem distinção

essa nuvem de ovo
no entanto
rende uma porção
a menos
e deixa tudo ao redor
fofo

***

 

Fuga n. 5



aliás,
você só se deu conta
na penúltima noite
por causa do
barulho que fiz
de tudo pra não
te acordar quando
fui dormir também

pedi
com vela e tudo
inventando um
jeito de fé com mãos
cerradas, um mês
antes, e então
os dias que você morou
ali pareciam
até o pedido atendido

vá na frente
eu te falei
estou sem sono
sem órgãos

foi quando
mais tarde, no quarto
dia notei meu corpo
como o lugar do grito
um ruído oco
até amanhecer

então
saí e te tranquei
do lado de dentro.

 

***

 

Conheça 3 poemas do livro Pequenos afazeres domésticos, de Lilian Aquino:

 

Urbanismo


Lá onde morava
não tinha margem
nem esquinas:
era inteiro.

E se à noite pensava
via estradas, cruzamentos
canteiros
e flutuava sobre
a cidade aberta
traçando com giz
(um a um) seus limites

delineava
zonas de silêncio.

 

***

 

Casa alugada


Estes azulejos lembram
cascos de tartarugas
Sempre olho, passo horas
procurando figuras
refugiadas no porão

Moro aqui já sem
ouvir os sinos
e desde que cheguei
foi preciso me
habituar
com a mobília
incrustada pelos
cômodos

As arcas
nos corredores
perpétuas e velhas
e lentas: não abrem

Mas tomo café na cozinha
pensando nos cascos, imóveis.

 

***

 

Ritual

para Fabiana Melchiori


No mesmo dia
em que o filho deixou
a casa
(se afastando de costas
para olhá-la nos olhos)
ela resolveu plantar
um ipê

na sala

Num ato solene
quebrou o chão
e
revirou o solo
e
chafurdou-se toda
contente

E do desfeito
pelo rebento
ficou aquela cicatriz
na barriga
, a estranheza do ser
livre
e o olhar aquela árvore
ainda sem flores
e se perguntar:

roxo ou amarelo?

 

 


 

 

Livro: Daqui

Autor: Lilian Aquino

Gênero: Poesia

Número de Páginas: 96

Formato: 13x19

Preço: R$ 38,00 + frete

 

 

 


 

Livro: Pequenos Afazeres Domésticos

Autor: Lilian Aquino

Gênero: Poesia

ISBN: 978-85-64308-04-6

Número de Páginas: 111

Formato: 16x23

Preço: R$ 35,00 + frete