learnex

Lucas Puntel Carrasco

LUCAS PUNTEL CARRASCO

 

Autor dos livros Ensaio do esquecimento (Patuá, 2014) e Coisa-feita (Patuá, 2012), Lucas Puntel Carrasco nasceu em Rio Claro (SP), no Natal de 1979. Cresceu no interior, entre Campinas, Ribeirão Preto e sua cidade natal. Vive em São Paulo. Premiado no concurso de haicais da Companhia das Letras em 2013, também lançou os infantojuvenis Ingoma, o menino e o tambor: a tradição do batuque de umbigada (2010) e Pindá, a menina do mar: sonetos para 1 infância caiçara (prêmio ProAC 2007). Editor e pesquisador de PretoBrás: canções e histórias de Itamar Assumpção (2006), o autor também colabora nas revistas Germina Literatura, Cinema Caipira, Revista do Arquivo e no Jornal Cidade.

 

 

Contatos:

Skook do livro Incensário

 

 


Sobre o livro Ensaio do esquecimento:


“As crônicas deste livro nos fazem saborear a vida. Ler as crônicas do Lucas nos toca, nos alimenta. Seu olhar percebe o humano na alegria, na dor e no esquecimento.” — Jaime Leitão

“Ler as crônicas de Lucas é como adentrar o pórtico para as delicadezas do cotidiano, para as delicadezas da alma do autor, para o mosaico fascinante das suas ideias.” — Sandra Baldessin

“Dá-me prazer ler e reler o que escreve no jornal. Sua ironia e natural bom humor permitem prever que esta obra cairá no gosto do público.” — José Antonio Carlos David Chagas


 


 

Conheça 4 poemas do livro Coisa-feita, de Lucas Puntel Carrasco:

 

Salve simpatia

com as armas de são Jorge


lanceiro do retrato, herói mulato
ferradura na porta, chão vermelho
bato palma na entrada e me ajoelho
galinha e vela azul firma o contrato

farofa com feijão dentro do prato
fumaça do cachimbo preto-velho
espalha no caminho seu conselho
canto comum rosário artesanato

seja Onilê, Benjor, qualquer imagem
de Durepox, neon, de aço ou Lego
na entrada logo ali cruza a passagem

guardo comigo um patuá carrego
contra o dragão desperto no meu ego
trazendo sua bênção, fé e coragem

***

olha, gostei daquilo que me disse
das minhas poesias serem suas
mas ó, nem vem que não tem falcatrua
essa lira é do mar, lar dos nkisi

fiz meus primeiros versos na velhice
fosse eu o contra-regra que na grua
iluminasse os dias em que atua
você, qual personagem de Clarice

como Borges, que é todos e nenhum
preta-velha que vira pomba-gira
Didi que faz escada pro Mussum

aproveita a estadia, mas se vira
se quiser tem Coca-Cola com rum
pra aliviar o peso da mentira

 

***

sei não dessa coisa de amar, menino
quando a coisa melhora vou embora
pura verdade, o recibo que assino
peço a bênção, pico a mula na espora

depois é esperar girar as horas
pensar na vida, falar dos vizinhos
sem surpresas na caixa de Pandora
sempre em círculo o cosmo aqui capino

vou pedir lá pro céu que me ajude
caso o padre vier benzer a gente
pois amei de verdade e na saúde

o tempo era mais livre antigamente
faz pouco Deus ficou amargo e rude
Deus hoje em dia, coitado dele, mente

***

Tragédia besta


porque pulsar é vida é morte é vida
um jeito de tocar o vai e vem
quanto mais falta faz, mais se quer bem
sede que se transforma na bebida

tem deus que aquieta a alma com comida
palmas pro altar do santo: amém no além
fora do palco, a vida é pegar trem
e refogar feijão carne moída

é tipo um pastelão segunda a sexta
no sábado, romance de menina
domingo faz seu drama fim de festa

quando a poeira baixa: ê vida besta
a lágrima então molha a areia fina
e a vida pulsa trágica, heroína


 


 

Livro: Ensaio do esquecimento

Autor: Lucas Puntel Carrasco

Gênero: Crônicas

Número de Páginas: 200

Formato: 14x21

Preço: R$ 36,00 + Frete

 

 

 

 


 

Livro: Coisa-feita

Autor: Lucas Puntel Carrasco

Gênero: Poesia

ISBN: 978-85-64308-23-7

Número de Páginas: 130

Formato: 14x23

Preço: R$ 30,00 + Frete